• Die italienische, portugiesische, brasilianische & spanische Buchhandlung in Berlin
  • Die italienische, portugiesische, brasilianische & spanische Buchhandlung in Berlin
Essencial Jorge Amado

Essencial Jorge Amado

21,95 €

inkl. MwSt., zzgl. Versand
Momentan nicht auf Lager | Anfragen per Email: anfrage@alivraria.de

Beschreibung

Neste livro, Alberto da Costa e Silva realizou uma seleção a fim de oferecer ao leitor um panorama geral da obra de Jorge Amado. "Jorge Amado Essencial" dá um giro pela produção do autor - trechos de romances, reportagens, contos e uma novela completa, "A morte e a morte de Quincas Berro d’Água". Cada trecho é precedido de um comentário de Alberto da Costa e Silva, que o contextualiza e aproxima do leitor. Apresenta informações biográficas e análises sobre a obra de Amado. SOBRE O AUTOR JORGE AMADO - Nascido em 10 de agosto de 1912, em Itabuna. Aos dois anos, Jorge Amado mudou-se com a família para Ilhéus, onde passou a infância e viveu experiências que marcariam sua literatura - a vida no mar, o universo da cultura do cacau e as disputas pela terra. Aos dez anos, foi mandado para um internato em Salvador. No colégio, descobriu a literatura pelas mãos do padre Cabral, que lhe emprestou livros de autores portugueses e de Swift, Dickens e Walter Scott. Começou a trabalhar como repórter policial aos catorze anos, em veículos como Diário da Bahia, O Imparcial e O Jornal. Na década de 30, transferiu-se para o Rio de Janeiro, onde estudou direito e travou contato com artistas e intelectuais de esquerda, entre eles Raul Bopp, Rachel de Queiroz, Gilberto Freyre, Graciliano Ramos, Vinicius de Moraes e José Lins do Rego. Estreou com o romance "O país do Carnaval" (1931). Durante o Estado Novo (1937-45), devido à sua intensa militância política, sofreu censuras, perseguições e chegou a ser detido algumas vezes. Foi eleito deputado federal pelo PCB em 1945. Entre as propostas de lei de sua autoria, estava a que instituía a liberdade de culto religioso. Nas décadas de 40 e 50, viajou pela América Latina, Leste Europeu e União Soviética. Escreveu então seus livros mais engajados, como as biografias de Luís Carlos Prestes e do poeta Castro Alves, além da trilogia "Os subterrâneos da liberdade". Deixou de militar no PCB nos anos 50. A partir de então, sua literatura passou a dar mais relevo ao humor, à sensualidade, à miscigenação e ao sincretismo religioso, em livros como "Gabriela, cravo e canela" (1958), "Tenda dos Milagres" (1969), "Tieta do Agreste" (1977). Foi eleito para a Academia Brasileira de Letras em 1961, e ganhou prêmios importantes da literatura em língua portuguesa, como o Camões (1994), o Jabuti (1959 e 1995) e o do Ministério da Cultura (1997). Jorge Amado morreu em 2001, alguns dias antes de completar 89 anos. SOBRE O ORGANIZADOR ALBERTO DA COSTA E SILVA - Africanista, poeta, ensaísta, memorialista, historiador e membro da Academia Brasileira de Letras, o embaixador Alberto da Costa e Silva é autor de "A enxada e a lança" (1996), "A manilha e o libambo" (2002) e "Francisco Félix de Souza", mercador de escravos (2004), entre outros. Ele descreve o embate estético e político do jovem poeta com o problema central do Brasil na sua época, a escravidão.


ISBN: 9788563560049

Páginas:504

Zusätzliche Produktinformationen

Produktart
Libro | Livro | Buch
Sprache
português do Brasil
Autor*in
Jorge Amado